Série – TV Digital no Brasil | Episódio 02 – Interatividade

Dando sequência a série TV Digital no Brasil, nosso 2º episódio apresenta o tema Interatividade.

A questão da Interatividade na Televisão Digital Aberta, não somente no Brasil, é tema de grande discussão e pouca definição. Vamos aos fatos. A interatividade na TVD  possui basicamente duas formas de funcionamento: a primeira podemos considerar como uma pseudo-interatividade (assim definido pelo Professor Rodrigo Gabrioti). Esta por sua vez não realiza uma interatividade no sentido da palavra, ela simplesmente traz uma informação adicional como uma notícia em forma de texto, ou uma foto de bastidor do programa, etc., e apenas exibe na tela quando solicitado pelo usuário (antigo telespectador). Esta é a interatividade que percebemos no funcionamento hoje na TVD no Brasil.

Uma segunda forma de funcionamento para a interatividade, no sentido da palavra, depende de um canal de retorno da informação gerada pelo usuário. Seria basicamente completar o caminho da mensagem que saiu da emissora, gerou uma resposta por parte de quem assiste e esta mensagem retornou a emissora. No Brasil o estudo para este funcionamento também avança com o uso do Ginga (uma espécie de “software” para TVD) e utilizando como canal de retorno a internet ( ! ), e é nesse ponto que a interatividade fica interessante.

Esta questão e algumas outras relacionadas a interatividade na TVD estão neste nosso 2º episódio.

Sem me prolongar, descrevo aqui algumas possibilidades que me parecem interessantes com a TV DIGITAL:

  • Envio de aplicações interativas por parte das emissoras e anunciantes
  • Inclusão digital e acesso a serviços do governo através da interatividade (Projeto Brasil 4D)
  • Melhora a experiência do usuário
  • Medição instantânea da resposta do público ou até mesmo da audiência.

Acima os pontos positivos, abaixo os negativos:

  • Ao acessar a interatividade você diminui o tamanho do vídeo na tela. Isso pode não ser interessante para a emissora e seus anunciantes pois tira o foco e também não tão interessante quando se está assistindo a TV acompanhado, pois sua família pode não querer interagir com a TV no capítulo final da novela, mas você sim.
  • Quando a TV Digital foi planejada a internet ainda não era uma realidade no país, porém com o crescimento da internet e popularização do acesso em plataformas móveis (3G / 4G), a interatividade que a TV oferece é imensamente limitada perante a web. Entra ai a questão da CONVERGÊNCIA entre os meios.

Caso tenha alguma dúvida sobre as informações do vídeo ou algo para complementar a informação, escreva nos comentários, será um prazer conversar com vocês.

O próximo episódio será postado na Quinta-feira (19/03) e o tema será: PADRÃO ISDB-TB / SBTVD 

Até a próxima.

Rodrigo Angelotti

Anúncios

4 comentários sobre “Série – TV Digital no Brasil | Episódio 02 – Interatividade

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s