Série – TV Digital no Brasil | Episódio 03 – Padrão ISDB-TB / SBTVD

Chegamos ao terceiro episódio da Série TV Digital no Brasil com o tema Padrão ISDB-TB ou também conhecido como SBTVD.

Primeiramente vamos explicar o conceito de Padrão para após entendermos as siglas.
A ideia de padrão, no caso da TV Digital, seria uma série de definições sobre todos os processos utilizados em determinado modelo, formato ou padrão de transmissão para televisão. Vamos simplificar mostrando os padrões: Por exemplo, no Estados Unidos foram desenvolvidas uma série de estudos para se conseguir transmitir de forma digital o sinal televisivo, todos estes estudos, suas fases de criação, aplicação, o funcionamento, suas capacidades e limitações, fazem parte de um Padrão chamado ATSC (Advanced Television Systems Committee). Paralelo a criação do ATSC, surge na Europa o Padrão DVB (Digital Video Broadcasting), que dizia respeito também a transmissão do sinal de televisão digital porém com outros parâmetros e aplicabilidades frente ao ATSC.

Alguns anos após o surgimento destes 2 padrões o Japão, utilizando-os como base (e utilizando suas pesquisas iniciadas ainda da década de 70), criou um terceiro padrão chamado ISDB-T (Integrated Services Digital Broadcasting Terrestrial). Este modelo por sua vez trouxe melhorias tecnológicas significativas, especialmente para a área da portabilidade e mobilidade.

Eis que, anos mais tarde, no alto da discussão sobre qual padrão o Brasil deveria adotar para sua implantação do Sistema Digital, opta-se pela utilização como base do sistema japonês ISDB-T porém melhorias seriam feitas de acordo com nossa realidade socioeconômica. Isso fez com que a área de pesquisa (Universidades e Centros de Pesquisa) e engenharia ganhassem destaque e fossem fortalecidas. Surge ai então o Padrão Brasileiro de TV Digital, também conhecido como Padrão Nipo-brasileiro, ISDB-TB (sigla japonesa acrescida da letra B) ou também SBTVD (Sistema Brasileiro de Televisão Digital).

Apenas resumindo, o Padrão Brasileiro de TV Digital foi construído à base do Padrão Japonês ISDB-T e melhorias foram feitas no sentido da interatividade e da mobilidade/portabilidade, questões tratadas com importância quando na criação do sistema. Alguns motivos para se querer o fortalecimento da interatividade seriam por exemplo a criação de uma rede nacional de ensino á distancia através da televisão, possibilidades estas vistas no nosso 2º episódio.

Dúvidas ou informações adicionais? Deixe nos comentários e melhore este conteúdo.

Na próxima terça-feira (24/03) temos um novo episódio.
Até lá.

Rodrigo Angelotti

Anúncios

Um comentário sobre “Série – TV Digital no Brasil | Episódio 03 – Padrão ISDB-TB / SBTVD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s